O FARDO DE MARCOS BAHIA

setembro 14, 2010 at 15:15 (Fotografia, Poesia)

Pega seu carro, Marcos
Leva-o para passear
Pesa seu carro, Marcos?
Atulhe-o, vá reciclarQue dizem os outros carros?
Eles gritam: acelere, Marcos!
Que fazem todos automóveis?
Buzinam! E você aí, imóvel

Que faz Marcos Bahia,
Quando quer ultrapassar?
Força o gogó, assovia,
Faz panelaço sem par

De onde vem, Bahia?
Por que tanto caminha,
Quais seus destinos?
E aonde vai com tudo isso aí nas suas costas?Pesado fardo é carregado
No interior do seu carro
Na superfície dos ombros
Entre a madeira e a carne

É caro seu carro, Marcos
Feito a casa do caracol
Que, apesar de protegê-lo
Do Sol, torna-o lento

Nas costas, inalienável,
Vai o carro a carregar
Sua grana, sua vida, seu pão
Material de reciclar

Diga-me sério, Marcos
Quanto de lata, plástico,
Vidro e castigo, você
É capaz de carregar?

¤ Foto de Olívia Fuchs
Anúncios

1 Comentário

  1. Lilisa said,

    … e ainda assim manter esse ânimo e alegria, que nós sem estes fardos muitas vezes não temos…
    adorei a poesia, o som , as imagens…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: