TORCEDOR COXO

julho 1, 2010 at 22:09 (Crônica)

“A Holanda é perigosa! A Holanda é perigosa!”, repetia sonoramente, com sotaque cultivado no Ceará, o andarilho de cabelos emaranhados que se recostava à porta de um pequeno comércio, no Vale do Anhangabaú. Enquanto arquitetava, em voz alta, táticas para a defesa da seleção brasileira usar no próximo jogo da Copa do Mundo, o mendigo era reprimido por roucos berros de alguém oculto – “cale a boca!”, ouvia-se da calçada.

Manco, mas de muleta, ele não se continha e externava uma preocupação de interesse público: o Brasil enfrentará uma partida difícil contra os holandeses no campeonato mundial. Apesar de maltrapilho, vestia amarelo e aparentava-se digno de ser ouvido, tal como um experiente apreciador da arte do futebol. Era como se todos os transeuntes devessem prestar atenção ao seu discurso estrategista, para que tomassem medidas preventivas contra a derrota.

Ora os veículos entrecortavam suas gritarias, ora suas palavras eram assimiladas por curiosos. Alguns taxistas, que faziam ponto diante do coxo, até pareciam ter concordado com as teorias do andarilho, quando ele disse: “A Holanda ataca pela esquerda. Eu to falando! Temos que ter cuidado com o lado esquerdo”. Mas em geral, os trabalhadores passantes, ocupados em andar decididamente para o emprego, ignoravam o brasileiro sem rumo, naquela tarde sem jogo. O andarilho antecipava os gritos que estavam reservados para dali dois dias, para quando estava marcada a partida. Precipitado e sem futebol para assistir, o torcedor manco agia como um girassol à noite; sem objeto para pousar a atenção, fazia-se ele mesmo um foco, uma figura para os olhares alheios.

A despeito das proeminência futebolísticas do mendigo, um homem velado também mantinha sua própria voz levantada, em tom grosseiro e de condenação. Acusou o torcedor de “pé-de-cana!” e o convidou ao silêncio forçado, com arrasadores gritos de “cale a boca!”. Claudicante, o agredido atravessou a rua, fugindo corajosamente de seu agressor. N’outro lado da via, empunhando com vacilo seu apoio de madeira – uma muleta sem par -, ele contra-atacou o fortuito inimigo: “A Holanda é perigosa, você vai ver!”. E como resposta, obteve um longo e deseducado “vai embora, bêbado! Pé-de-cana safado!”.

Acossado e apercebido do que causara, um breve tumulto interrompido pelo tráfego de veículos, o andarilho coxo manteve seu apoio desembainhado, mas calou. Depois de desentranhar alguns sons indistinguíveis, graças aos automóveis, virou-se, dando as costas com desistência. Partiu para fazer alarde sobre a disputa (Brasil X Holanda) em outra esquina, mais verde e amarela, que ouvisse seus conselhos e previsões.

Quem o insultava continuava escondido, provavelmente dentro da loja em que outrora recostava-se, manquejado, o mendigo. No dito comércio, estreito e longo, vendia-se bandeirinhas do Brasil, salgadinhos, cervejas e outros artigos dedicados à atividade de torcer pelo futebol brasileiro, incluindo-se aí as vuvuzelas – tipo de corneta sul-africana cujo nome conquistara o linguajar nacional.

Anúncios

3 Comentários

  1. Paschoal said,

    Oi Bruno, que máximo os seus textos e que delícia a sua forma de escrever.
    Ganhou mais um leitor!

  2. Daniela said,

    Nossa, talvez o mendigo seria melhor técnico do que o DUNGA rs….

  3. Olivia said,

    Coxo é um nome meio prejorativo para os deficientes físicos, não acha? Apesar de fazer uma ´ptima analogia com “roxo”, de torcedor desvairado, acredito que não seja necessario usa-lo como adjetivo para o seu personagem…
    Adorei sua cronica! Com a sua descrição viva pude presenciar este momento em minha mente , como fora o original!
    E não é só um ralto, a sua descrição misturado com literatura deixou o texto muito mais vivo!
    Paabéns, voce realmente muito bom em fazer crônicas, invista nisto!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: