ÉTICA À BRASILEIRA

junho 18, 2010 at 20:16 (Análise & Crítica)

Falar em ética é relativo. Supõe-se uma ética universal, o que é deveras humanitário e consciencioso, porém um código de conduta geral para a espécie humana encontra-se apenas na Declaração Universal dos Direitos Humanos e nas convenções da Organização das Nações Unidas. A bem do esclarecimento, note-se o que fizeram e fazem os Estados Unidos ao impor sua ética no mundo médio-oriental: a tentativa de transformar ambientes inteiros em currais da democracia norte-americana só causou a quebra dos mesmos valores pregados pelos invasores; mortes, massacres culturais e intolerância étnica.

A classe média brasileira, em sua pobre diversidade, segue uma ética judaico-cristã e arcaica, assim como a estadunidense. Contudo, a diferenciar-se dos americanos do norte, a conduta deste nicho nacional é podada por valores advindos das raízes oligárquicas, exploratórias e despreocupadas com o desenvolvimento socioeconômico do País. Paradigma comportamental nascido da ociosa fidalguia lusitana.

A ética das minorias do Brasil, transmitida atualmente através dos meios de comunicação em massa para toda e qualquer maioria, é composta de comportamentos sondáveis. A exemplificar: a preocupação com a “família” (entenda-se aqui os indivíduos próximos, co-sanguíneos ou não); o descaso com problemas alheios e o abandono do espaço público; a indiferença intrínseca e aceitável no comportamento cotidiano; a ausência de discussões sobre cidadania, típica de países sem tradição democrática. Dessas mazelas, destacam-se algumas qualidades do “homem cordial” (termo cunhado por Sérgio Buarque de Hollanda): a demonstração obrigatória de preocupação com amigos e familiares, sem que haja razões, senão as emotivas; a valorização da fofoca como característica comum e bem quista; a aparência individual dolente, compreensiva e benevolente, ocultando as dificuldades da interação entre pessoas; o desprezo por todas as formas e posições da hierarquia social, assim como pelas relações de poder – a do dinheiro é bem respeitada – entre indivíduos que deveriam se entender como partes de um mesmo pacto social e, portanto, tratar-se como integrantes de um processo coletivo e evolutivo.

Pode-se concluir – precipitada, mas não irracionalmente -, tomando-se como posto de observação as características nacionais traçadas acima, essencialmente retiradas de Raízes do Brasil, que a ética brasileira é superficial. Enquanto a população de alguns países europeus de fato tenta manter o contrato social com seus devidos respeitos e alicerces, tomando boa conduta particular e pública, o povo do Brasil demonstra uma espécie de cordialidade ética que não passa de verborragia e composições gestuais meticulosas e programadas. A arena política nacional é a demonstração mais visível, vulgar e lamentável dessa moral artificiosa.

A ética não pode estar apenas na simpatia ou em pequenas demonstrações de bondade das quais os brasileiros tanto se orgulham – o que talvez explique o populismo histórico nas eleições presidenciais. Um código de ética universal, qualquer que seja este e se for existente, deve primar por uma relação que envolva justiça e esclarecimento entre as pessoas, independendo de tratamentos aparentemente bondosos ou atos supostamente edificantes do ser. Um indivíduo ético, necessariamente, pensa com clareza e responsabilidade social. Ele vive a pensar em suas ações, medindo-as de acordo com as conseqüências que elas possam causar no meio em que são praticadas. O grupo e o ambiente, antes de mais nada, impedem ou incentivam a realização das atitudes deste ser. Viver eticamente está longe da simples complacência, tão comum a nossos conterrâneos que se julgam dignos cidadãos por “agirem bem”.

Anúncios

1 Comentário

  1. Paschoal said,

    Aplausos!

    Sempre questionei esse “agir bem” por achá-lo hipócrita e feito por hipócritas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: